domingo, 6 de novembro de 2011

Aveia ajuda a reduzir o açúcar no sangue e eliminar colesterol ruim!


Nosso organismo não possui enzimas para digerir fibras. A aveia ajuda a absorver o açúcar do sangue e o mau colesterol.



Flocos, farelo, farinha. Tudo é aveia, mas com algumas diferenças. “O que muda é o processamento. Como o flocos é integral, ele fica com mais nutrientes, porém o farelo, que é da camada externa, tem uma maior quantidade de fibras. A farinha possui uma menor quantidade, mas também é muito benéfica”, explica a nutricionista Carolinne Reinaldo.
O nosso organismo não possui enzimas para digerir as fibras. Quando saem do estômago, elas formam um bolo, funcionando como uma espécie de esponja que ajuda no bom funcionamento do intestino e, no caso da aveia principalmente, ajuda a absorver o açúcar do sangue e o mau colesterol.
Isso tudo graças a um tipo de fibra chamada de beta glucana, encontrada principalmente no farelo da aveia. “A beta glucana tem um efeito benéfico no nosso organismo, diminuindo o colesterol, pressão arterial e glicose, ajudando quem tem diabetes”, completa a nutricionista.
O farelo, assim como a aveia em flocos, pode ser consumido junto com outros alimentos. “Colocar junto com as frutas fica uma opção saudável e muito saborosa. Pode botar também no iogurte, no suco de frutas, batendo com alguma vitamina”.
Contudo, é preciso ter cuidado com a quantidade. Duas colheres de sopa de aveia, a quantidade recomendada, têm 160 calorias. “Isso pode ser diluído: uma colher no café da manhã, outra no jantar ou no lanche. Não precisa ser numa refeição só”, orienta Carolinne.
A farinha de aveia é mais usada na preparação de bolos e pães. O resultado pode até ser calórico, mas a aveia aumenta a saciedade. “Você comendo um pão desse pode se sentir saciado. Se não tivesse aveia ia querer dois [pães]”.
Quem come alimentos ricos em fibras deve beber bastante líquido. Do contrário, pode sentir um mal estar. Segundo Carolinne, a falta de líquido pode causar ressecamento, formação de gases, um desconforto gástrico. “O ideal é consumir diariamente dois litros de água. Se a aveia faz parte da sua dieta diária tem que passar para 2,5 ou três litros de água”, diz ela.
Pensando nos benefícios, a consultora de vendas Ana Karina Nobre come aveia diariamente. “Sempre incluo nas refeições, nos shakes, nas saladas. Eu adoro”.

Chá verde!




Tradição milenar é mantida com consumo de chá verde. Planta combate os radicais livres, que aceleram o envelhecimento.

A plantação de chá verde - bebida mais consumida pelos japoneses - parece um mar verde, com ondas simétricas e perfeitas, que se estendem até onde a vista alcança. Trazido da China há 1300 anos por monges budistas, o chá verde se tornou uma bebida tão ligada à cultura do Japão, que participar da colheita significa uma volta às origens. Para viver essa experiência, eles vestem roupas tradicionais dos colhedores de chá.

Hoje a colheita é feita com máquinas, por isso os arbustos ficam tão uniformes. Mas as pessoas que visitam a maior plantação de chá do país querem reviver um Japão antigo, que não existe mais, buscando as folhas perfeitas uma a uma. Segundo o instrutor do local, só as folhas do topo dos arbustos são colhidas, as que têm um verde mais claro e brilhante. s melhores são as colhidas no começo da temporada, que estão mais macias e saborosas. 

Depois de colhidas, as folhas são levadas para a fábrica, onde são cozidas no vapor e depois secadas. Esse processo precisa ser muito rápido para evitar a oxidação, que faria com que as folhas ficassem escuras como o chá comum. 

As folhas não servem apenas para fazer chá. Em Makinohara, há um almoço feito de chá verde, usado como tempero ou ingrediente principal. É um verdadeiro banquete. Para começar, um tempurá de chá verde, temperado com sal misturado com chá verde. E mais: salada de chá verde; soba, massa típica japonesa feita de trigo sarraceno, que pela cor, não deixa dúvidas que leva chá na preparação; outro tempurá mistura camarão e chá verde; sashimi de atum coberto de chá verde em pó.

Os japoneses bebem chá verde sem açúcar e adoçante. Para quem não está acostumado, pode parecer estranho, mas os gaúchos não vão estranhar - ele parece um pouco o gosto de chimarrão. Várias pesquisas científicas mostram que o chá verde traz benefícios para a saúde. Combate, por exemplo, os radicais livres, que aceleram o envelhecimento. Segundo os japoneses, é uma espécie de fonte da juventude, deliciosa no prato e bela na paisagem.

No verão vale quase tudo para queimar calorias e ficar em forma. E uma boa dieta com exercícios físicos pode ganhar uma ajudinha extra. Um dos aliados mais conhecidos dessa batalha é o chá verde e seus ‘irmãos’, os chás branco e vermelho. Mas eles emagrecem mesmo? É recomendável consumir chás no verão? A bebida gelada tem o mesmo efeito da quente? Existe alguma diferença no preparo? 

A eficácia de bebida já foi comprovada por diversos estudos, como um publicado pelo The American Journal of Clinical Nutrition, que concluiu que a ingestão de chá verde estimula a perda de calorias e a oxidação de gordura e, por isso, tem o potencial para influenciar no peso e na composição corporal das pessoas. 

A nutricionista especializada em fitoterapia, Vanderlí Marchiori, afirma que a bebida pode auxiliar, sim, o emagrecimento, já que seu consumo acelera o metabolismo basal e diminui a deposição das gorduras no organismo - além de diminuir o apetite e facilitar a digestão. Segundo ela, isso acontece porque a bebida é rica em polifenóis, os fitoquímicos responsáveis por queimar a gordura corporal. De acordo com a nutricionista, a bebida também promove a desintoxicação do corpo e estimula o funcionamento do fígado. 

O chá branco, também conhecido com banchá, é extraído da mesma planta que o chá verde, a Camellia sinensis. A diferença é que suas folhas são colhidas mais jovens e, por isso, concentram um maior teor de polifenóis. Por ser colhido precocemente, o chá branco também apresenta um sabor mais agradável e menos amargo que o chá verde. Já o chá vermelho, também derivado da Camellia sinensis, passa por um processo de fermentação antes de ser consumido. Apesar das diferenças, Vanderlí explica que o chá verde, se preparado e consumido corretamente, pode ter uma ação bastante similar ao branco. 

Aliás, é preciso também ficar atento quanto ao preparo do chá verde (leia abaixo algumas dicas) para que ele tenha o efeito desejado. Segundo Vanderlí, a melhor maneira de aproveitar as propriedades do chá é fazê-lo com a própria erva. As versões em saquinho, de lata ou em garrafa possuem, segundo a nutricionista, um baixo teor de fitoquímicos. “São bebidas excelentes para substituir refrigerantes ou sucos em pó, mas não são capazes de auxiliar o emagrecimento ou prevenir doenças”, afirma. A nutricionista também alerta que a quantidade mínima necessária para perceber algum benefício é de quatro xícaras do chá por dia. 

No verão, para que o consumo não seja interrompido ou reduzido, o ideal é preparar o chá e levá-lo à geladeira. “O hábito de beber chá somente quente é de países mais frios. Nada impede o consumo de chá gelados ou fresquinhos, desde que a preparação e o acondicionamento sejam feitos de maneira correta”, diz a nutricionista, que sugere que a bebida seja armazenada em uma jarra de vidro ou de cerâmica, e nunca em plástico ou alumínio, para evitar a contaminação por metais pesados ou outros polímeros que podem ser nocivos à saúde. 

O chá verde ainda pode ser consumido com outras ervas que também ajudam na redução do peso, como carqueja, erva mate, cavalinha e picão, que melhoram a atuação do chá nos rins e no fígado. Já a camomila e a erva-doce podem interferir de maneira negativa na ação da Camelli. 


 Dicas de preparo do chá verde:
Depois de ferver 1 litro de água, espere cinco minutos para adicionar uma colher de sopa de chá verde. Abafar a infusão por dez minutos.
Após este período, coar e, se desejar, manter bebida em geladeira. 
Para dar um sabor diferente à bebida, pode-se acrescentar cascas de abacaxi à água fervente antes de acrescentar o chá verde. Segundo Vanderlí, essa prática suaviza o sabor e potencializa a propriedade digestiva do chá.

sábado, 29 de outubro de 2011

Você conhece a história da flor de Lótus?



Flor de Lótus é venerada, principalmente, na Índia e no Japão. Oráculo disse que essa é uma flor que simboliza a espiritualidade, elevação espiritual. Algumas pessoas a tatuam no corpo simbolizando a superação de algum obstáculo na vida.


A semente dessa flor pode ficar cerca de 5 mil anos sem água, somente esperando a condição ideal de umidade para germinar. Ela nasce na lama e só se abre quando consegue atingir a superfície, onde exibe as suas lindas e luminosas pétalas, que são autolimpantes, ou seja, têm a prioridade de repelir microrganismos e poeiras. Ela também é a única planta que regula o seu calor interno, mantendo-o por volta dos 35º. O botão dessa flor tem o formato de um coração e suas pétalas não caem quando a flor morre, elas apenas secam.
Em quase todos os países Asiáticos a flor de lótus  é considerada sagrada. Por ser uma flor cultivada na água, ela brota com facilidade em várias regiões Asiáticas, é uma planta aquática e por essa razão não precisa ser regada, sua adubação é anual, necessita de sol a maior parte do tempo, sua raiz pode chegar até 45 centímetros de profundidade da água. Pode ser cultivada em vasos imersos, lagos, tanques de jardim e espelhos d’água. A flor de lótus abre a noite e fecha pela manhã, e permanece assim até o anoitecer.
Na Índia essa flor simboliza a criação do universo, em suas imagens os deuses aparecem sentados ou em pé sobre a flor, isso porque o deus Brahma, criador do mundo, nasceu de uma flor de lótus.
Para os chineses, o passado, o presente e o futuro estão simbolizados através da Flor de Lótus, sendo respectivamente, pela flor seca, pela flor aberta e pela semente que está prestes a germinar. Significa também beleza, perfeição e divindade.
A tradição budista conta que quando Siddharta (que se tornaria o Buda) tocou o solo e fez seus primeiros sete passos, sete flores de lótus cresceram. Representando cada um dos sete passos do Bodhisatha um ato de expansão espiritual. O conhecimento supremo espiritual é comparado ao florescimento do Lótus de mil pétalas no topo da cabeça, e seria equivalente á auréola dos santos da Igreja Católica.
De uma forma geral podemos dizer que a simbologia dessa flor está relacionada ao fato de ela brotar do limbo, do lodo ou das profundezas e assim como ela renasce e sai do limbo, qualquer pessoa pode sair de uma situação ou superar um obstáculo que represente o estado de limbo. Por esse motivo muitas pessoas que passaram por dificuldades e superaram momentos de extrema dificuldade se apegam a essa flor, muitas vezes tatuando-a no seu corpo.
Essa flor é enigmática até mesmo para a ciência, pois ainda hoje não se sabe algumas curiosidades a respeito dela, por exemplo, como as folhas dessa flor é autolimpante e repele a poeira e microrganismos.

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Levedo de Cerveja e suas incríveis propriedades




O levedo ou levedura de cerveja é um fermento natural usado na fermentação da cerveja. Porém pode ser consumido na sua forma em pó ou em cápsulas pois é um excelente protetor natural do organismo contra a poluição e radiações além de ser uma ótima fonte de vitaminas, principalmente as do complexo B, e sais minerais. Além disso é também ajuda no sistema imunológico, o stress e a fadiga, e também a auxiliar o fígado na desintoxicação do organismo.



Como já foi dito acima, o levedo de cerveja ajuda na resistência e na desintoxicação do organismo, mas ele é muito mais do que isso. Ele ajuda a deixar a pele mais saudável, recompõe a flora intestinal e desintoxina o intestino, auxilia no tratamento de hemorróidas e prisão de ventre, é recomendado nos casos de stress, distúrbios nervosos e diabetes, é um excelente cicatrizante, aumenta as defesas do organismo, é ótimo para problemas de pele como acne, eczemas e furúnculos, indicado para casos de deficiências de vitaminas, anemias, infecções, resfriados e intoxicações.



Como ele é uma ótima fonte de vitaminas do complexo B, ajuda a manter a integridade dos sistemas digestivos e nervoso, auxilia na falta de memória e concentração, irritação, stress, depressão, cansaço físico e mental.


A levedura de cerveja contém, além de todas as vitaminas do complexo B (colina, biotina e inositol), vitamina A,  sais minerais como cromo, zinco, cálcio, ferro, fósforo e selênio. Também possui proteínas e aminoácidos, complexos de DNA e RNA, carboidratos complexos, fibras dietéticas e ergosterol (precursor de vitamina D).



O levedo de cerveja é um excelente repositor de vitaminas e minerais, e também é usado como complemento para dietas de emagrecimento. Para tanto deve ser consumida junto com sucos, antes das refeições para ajudar a diminuir o apetite, devido ao seu alto valor protéico.


Pelo seu alto teor de cromo, o levedo de cerveja pode ser consumido por quem possui diabetes, pois ajuda a regular a produção de insulina, graças ao cromo e a vitamina B.

O levedo de cerveja pode ser encontrado em casas de produtos naturais sendo vendido o pó a granel, e pode ser consumido misturada a saladas, sopas, sucos e vitaminas ou então na ração humana. Não é recomendado cozinhar o levedo, já que assim perde grande partes de suas substâncias benéficas.



domingo, 16 de outubro de 2011

Suco Vivo - Excelente para a saúde!



Nome: SUCO DE LUZ DO SOL (SUCO VIVO)
Informações: 
Cortar uma maçã em pedaços pequenos e tirar as sementes grandes. Colocar no liquidificador. Usar um pepino como socador para auxiliar a extrair o líqüido que mora dentro das hortaliças. Acrescentar os grãos germinados*, as folhas verdes comestíveis, o legume e a raiz escolhida na proporção indicada, variando as hortaliças sempre que possível e privilegiando as de produção orgânica. Coar em um pano e beber logo em seguida.


Legumes e raízes: cenoura, abóbora, maxixe, batata-doce, inhame, quiabo, couve-flor, abobrinha, nabo, beterraba.


*Como germinar grãos

1 – Colocar de uma a três colheres de sopa de grãos em um vidro e cobrir com água limpa.
2 – Deixar de molho por uma noite (8 horas).
3 – Cobrir o vidro com filó e prender com elástico. Despejar a água e enxaguar bem sob a torneira.
4 – Colocar o vidro inclinado em um escorredor em um lugar sombreado e fresco.
5 – Enxaguar pela manhã e à noite. Nos dias quentes, é preciso lavar mais vezes. Os grãos iniciam sua germinação em períodos variáveis. Em geral, estão com sua potência máxima logo que sinalizam, o processo do nascimento, quando ficam prontos para serem consumidos.


Sugestões de sementes:

Todas as sementes comestíveis, tanto pelo homem como pelos pássaros: girassol, painço, niger, colza, aveia, trigo, linhaça, arroz, soja, centeio, gergelim, grão-de-bico, amendoim, lentilha, nozes, castanha-do-pará, amêndoas, ervilha, feno-grego etc.
Um dos ingredientes mais importantes é a "grama" do trigo. Muito rica em clorofila, é encontrada em mercados e muito fácil de ser plantada em casa. É só comprar sementes de trigo e colocar em bandejas de isopor ou copos plásticos. Basta regar que ela brota, nem precisa de terra. O ideal é comer enquanto está verdinha, até a altura de cerca de um palmo.

Geléia Real - Qualidade de vida!





A Geléia Real é uma substância gelatinosa, de cor clara, produzida pelas glândulas das abelhas jovens. Destina-se à alimentação da abelha rainha durante todo seu ciclo de vida (LOPES et al., 2001). Uma Abelha normal vive em torno de seis semanas, enquanto a rainha, por se alimentar exclusivamente de Geléia Real, pode viver até cinco anos.
A Geléia Real apresenta ação biocatalisadora nos processos de regeneração de células no corpo humano, dada sua composição e quantidades de proteínas, carboidratos, vitaminas, hormônios, enzimas e substâncias minerais (WIESE, 1995).





A geléia real é o alimento da abelha rainha. A geléia real favorece o equilíbrio neurológico, estimula o funcionamento glandular, o aparelho digestivo e a formação dos glóbulos vermelhos.


Benefícios




Utilizada a várias gerações na Europa e Leste Europeu no auxílio a tratamentos de quimioterapia, arteriosclerose, úlceras duodenais e estomacais, doenças do fígado, atraso no desenvolvimento físico e mental de crianças, casos de enfraquecimento geral do organismo após doenças ou como consequência do envelhecimento.

Tem ação preventiva contra o envelhecimento prematuro e é eficaz nos casos de anemia provavelmente por proporcionar o aumento dos eritrócitos. Existem dados de pesquisa segundo os quais a geléia real atua aumentando o consumo de oxigênio dos tecidos, o que é de grande interesse em doenças neurológicas devido à idade, quando a oxigenação do cérebro é reduzida. A presença de hormônios sexuais estimula a atividade sexual. É consumida por pessoas neurastênicas, depressivas, impotentes e astênicas (esgotadas) por sua propriedade euforizante.

Alguns pacientes submetidos a tratamentos quimioterápicos utilizam a Geleia Real, pois ajuda a reduzir de forma importante os indesejados sintomas característicos da quimioterapia.
Em geral sugerimos de 0,5 a 1,00 g diariamente após o café da manhã, colocando embaixo da língua com espátula anexa (½ espátula corresponde a 0,5 g aproximadamente). Pode ser ingerida com um pouco de líquido (cerca de 50ml) como sucos, água e outros.

Em caso de doenças em geral ou convalescença sugerimos de 0,25g a 0,5g três vezes ao dia após as refeições.

Importante:
  • Não pode ser diluída em líquidos quentes como chá, café, leite, etc.
  • Armazenar em geladeira ou freezer e manter sempre no mesmo local.
  • Uma vez congelada a geléia real não deve ser descongelada

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Entenda a importância do café da manhã! Ele repõe a energia gasta durante o sono e ajuda a emagrecer!


"Café da manhã de Rei, Almoço de Príncipe e Jantar de Plebeu".


Entre o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte, há um longo período em jejum. Mas, também nesta fase, houve a queima de glicose e de glicogênio: a reação ocorre para gerar energia e manter e as funções do organismo, como circulação, respiração e batimentos cardíacos. Ao acordar, os níveis dessas substâncias estão muito baixos e precisam ser repostos. Dessa maneira, você começa o dia com disposição e dispõe de um bom rendimento nas atividades cotidianas. O café da manhã tem essa importante função de repor a energia que foi gasta durante o sono. Além disso, estudos indicam que realizar o café da manhã ajuda no controle da ingestão alimentar durante o dia, auxiliando no controle do peso. 


Alimentos



Os alimentos do café da manhã fornecem energia, principalmente os carboidratos encontrados nos pães, nas frutas e nas geléias. Além disso, leite e derivados (queijo e iogurte) fornecem proteínas e cálcio (nutriente importante para a saúde dos ossos). As fibras, que trazem saciedade e melhoram o funcionamento do intestino, também são encontradas nos alimentos que fazem parte dessa refeição.  

Opções de alimentos

Ingerir os alimentos corretos na quantidade certa é importante para manter o equilíbrio nutricional e calórico da refeição, buscando saciedade e retardando a sensação de fome. Dessa maneira, optar pelos alimentos que apresentam menor teor calórico, mas que fornecem nutrientes adequados para uma boa refeição ajudará a manter a alimentação durante o dia sob controle, além de colaborar para que atinja ou mantenha o peso adequado. 



Saiba quais são as frutas indicadas para cada faixa etária

As frutas fazem parte dos alimentos reguladores, aqueles que ajudam na absorção de proteínas, vitaminas, minerais e ferro pelo organismo. O ideal é consumir de duas a quatro frutas por dia, na hora do lanche ou como sobremesa. Algumas frutas são mais indicadas para cada faixa etária.
Na primeira infância, os pais devem priorizar o mamão, a banana e a laranja. “A criança está formando a flora intestinal. Essas frutas são interessantes pelo fato de formar bolo fecal e de auxilia a absorção do ferro, porque anemia é muito comum nessa faixa etária”, explica o nutrólogo da Unicamp Edson Credido.
De dez a 19 anos, a sugestão é consumir mais maçã que, entre outras funções, previne a anemia e a obesidade, morango, que é antiinflamatório, e o açaí, que além de energético atua na musculatura e na coordenação motora.
Dos 20 aos 29 anos, abacate, abacaxi e melancia são ideais. “O abacate tem os ômegas 3, 6, 7 e 9, além dos polifenóis, que auxiliam na regularização do colesterol. O abacaxi é um digestivo por excelência e é interessante para ácido úrico e gota. A melancia apresenta licopeno, que previne câncer de mama na mulher e de próstata no homem”, afirma o nutrólogo.
Dos 30 aos 39 anos, a preferência deve ser dada ao coco, que auxilia na redução do colesterol, ao pêssego, que estimula o funcionamento da insulina, e à uva, que tem efeito anticancerígeno. Dos 40 aos 49 anos, a sugestão é comer mais caju, ameixa e melão. “O caju é diurético, a ameixa ajuda na prevenção de doenças intestinais e o melão, que tem baixo valor calórico e pode ser usado pra quem quer perder peso”, sugere Edson Credido.
Entre 50 e 59 anos, a prioridade deve ser o consumo de manga, que ajuda na desnutrição, de jabuticaba, que ajuda a reter menos líquido no organismo, e da pêra. As frutas verdes têm antioxidantes que eliminam os radicais livres prejudiciais a saúde.
Para quem tem mais de 70 anos, a dica é comer muita goiaba, cereja e uva. O nutrólogo explica: “Goiaba previne problema circulatório, auxilia no intestino e previne o reumatismo. A uva, por conter resiratrol, garante longevidade e a cereja previne problemas urinários”.
Confira abaixo duas receitas de sucos, boas opções para consumir as frutas.

Suco para prisão de ventre (deve ser consumido, de preferência, à noite)
Ingredientes:
- 1 copo de 200ml de suco de laranja
- 4 ameixas pretas
- 1 colher de sopa de aveia grossa
- Açúcar mascavo a gosto
Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e adoce com açúcar mascavo, porque ele também funciona como laxante






Suco para emagrecer (tomar três vezes ao dia)
Ingredientes:
- 1 copo de 200ml de suco de limão
- 1 fatia pequena de melancia
- 1 fatia média de melão
- 1 fatia média de abacaxi
Modo de preparo:
Bata tudo no liquidificador e sirva, de preferência, gelado. Não adoce.
Informações tiradas do site:
http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2011/08/saiba-quais-sao-frutas-indicadas-para-cada-faixa-etaria.html


Obs.: Sempre lembrando que na verdade, o ideal é que procure uma Nutricionista para saber exatamente o recomendado para cada pessoa, dependendo da idade, etc. Chrys Prado e Renata Mattos.

Vamos testar 6 receitas de sopas? Todas com menos de 100 calorias! Escolha a sua e experimente!



Sopa de Legumes 

Calorias: 56 kcal
Rendimento: 1 porção

Ingredientes: 
- 1 batata pequena
- 1 cenoura
- 3 colheres (sopa) de repolho picado
- 2 colheres (café) azeite ou óleo
- 1 pitada de sal

Preparo: Cozinhe os vegetais em 200ml (um copo) de água. Bata tudo no liquidificador. 







Sopa Cremosa de Palmito 
Calorias por porção: 62 kcal (1 concha média)
Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 30 minutos

Ingredientes: 
- 250g de palmitos em conserva
- 1 colher (sopa) de margarina light
- 1 cebola média ralada
- 1 dente de alho amassado
- 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 3 xícaras (chá) de caldo de galinha
- 1 xícara (chá) de leite desnatado
- sal e pimenta a gosto
- cubinhos de pão torrado
- pedaços de palmito para servir

Preparo: 
Aqueça a margarina light, refogue o alho, a cebola e junte os palmitos. Cozinhe por 3 minutos. Acrescente a farinha de trigo, mexendo bem. Lentamente, junte o caldo de galinha, sempre mexendo. Deixe levantar fervura e cozinhe por 10 minutos. Deixe a mistura amornar e bata no liquidificador. Junte o sal, a pimenta (opcional) e o leite . Deixe ferver por 5 minutos. Coloque em uma sopeira, sirva com cubinhos de pão torrado e pedacinhos de palmito.







Sopa de tomate com manjericão 
Calorias por porção: 50 kcal (1 concha média)
Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes: 
- 1 colher (sopa) de margarina light
- 1 cebola média picada
- 2 dentes de alho picados
- 500g de tomate sem pele e sem sementes maduros, picados
- 4 xícaras de (chá) de caldo de legumes
- 2 colheres de (sopa) de manjericão picado (pode ser desidratado)

Preparo: Aqueça a margarina light em uma panela média, junte a cebola e o alho e refogue até que fiquem levemente dourados. Acrescente o tomate picado, o caldo de legumes e deixe ferver. Cozinhe com a panela tampada por cerca de 10 minutos. Acrescente o manjericão e bata no liquidificador até obter um creme homogêneo. Após isso é só servir. 







Creme de Agrião 

Calorias por porção: 95 kcal
Rendimento: 4 porções
Tempo de preparo: 30 minutos

Ingredientes: 
- 2 colheres (sopa) de margarina
- 1 cebola pequena picada
- 3 xícaras (chá) de agrião limpo (folhas e talos)
- 2 batatas sem casca picadas em cubinhos
- 3 xícaras (chá) de caldo de legumes
- 3 colheres (sopa) de creme de leite light
- ½ copo (125ml) de leite desnatado
- sal a gosto

Preparo: 
Aqueça a margarina, refogue a cebola e as folhas e talos mais tenros do agrião. Quando começar a amolecer, acrescente as batatas e o caldo de legumes e cozinhe por 20 minutos, aproximadamente. Retire da panela e bata tudo no liquidificador. Volte o caldo batido à panela e misture o creme de leite, mexendo sempre. Tempere com sal, aqueça bem e sirva em seguida.  







Sopa de Beterraba 

Calorias por porção: 70 kcal
Rendimento: 6 porções
Tempo de preparo: 25 minutos

Ingredientes: 
- 1 colher (sopa) de óleo
- 1 cebola média picada
- 3 beterrabas, sem casca, picadas (500g)
- 1 litro ½ de água
- 2 colheres (sopa) de suco de limão
- 1 colher (chá) de açúcar
- 1 tablete de caldo de legumes
- ½ colher de (sopa) de amido de milho
- Sal a gosto

Preparo: 
Em uma panela de pressão grande, coloque o óleo e leve ao fogo alto para aquecer. Junte a cebola e refogue por 4 minutos, ou até ficar transparente. Acrescente a beterraba, a água, o suco de limão, o açúcar e o caldo de legumes por 15 minutos, após o início da fervura. Transfira para o copo do liquidificador e bata até que fique homogêneo. Volte ao fogo alto e adicione o amido de milho já dissolvido em meia colher (sopa) de água, e cozinhe, mexendo sempre, por 1 minuto, ou até encorpar e acrescente o sal a gosto. Sirva em seguida.  







Sopa de Iogurte com Pepino 

Calorias: 55 Kcal
Rendimento: 4 porções

Ingredientes: 
- 1 pepino grande
- 1 cebola pequena picada
- 1 colher (sopa) de azeite de oliva
- 1 ½ tablete de caldo de galinha dissolvido em 2 ½ xícaras (chá) de água quente
- 1limão (cascada ralada e suco)
- 1 ramo de hortelã fresca picado
- 1/2 xícara (chá) de iogurte natural desnatado
- sal e pimenta a gosto
- folhas de hortelã para enfeitar

Preparo: 
Reserve uma ponta do pepino com mais ou menos 4 cm para enfeitar e pique o restante. Em uma panela, refogue a cebola no azeite até que fique macia. Junte o pepino picado, o caldo de galinha, a casca e o suco do limão e a hortelã. Deixe levantar fervura e depois, cozinhe tampado por cerca de 20 minutos. Passe a mistura por um processador ou bata no liquidificador e reserve até resfriar. Tempere com sal e pimenta. Enfeite com hortelã e fatias finas de pepino. 

Conheça um pouco sobre Reiki


Reiki é uma terapia baseada na canalização da energia universal (rei) através da imposição das mãos com o objetivo de restabelecer o equilíbrio energético vital de quem a recebe e, assim, restaurar o estado de equilíbrio natural (seja ele emocional, físico ou espiritual); podendo eliminar doenças e promover saúde.
O Sistema de Reiki tradicional (Dr. Usui) ensina que a energia Reiki é uma energia inteligente, que "sabe o que fazer", ou seja, a energia sente a necessidade do paciente: muda de cor, e até de intensidade e segue para o local necessário. Também afirmam que, por outro lado, o ser humano possui o livre arbítrio, e caso o paciente não esteja aberto ao tratamento (predisposto a enfrentar as causas de suas emoções, vivências, pensamentos, sentimentos, e ações) a energia não fluirá: não terá efeito duradouro no organismo, podendo até mesmo ser bloqueada pelo paciente. Nesse caso, o desequilíbrio energético persistirá, assim como a raiz do problema íntimo.
Segundo a visão holística, as doenças são criadas antes no mundo sutil: se manifestam nas várias camadas da aura a terminar com a última manifestação física que é o corpo humano (denso). O Reiki atua nas camadas sutis da aura: age no mundo invisível, e quando remove o padrão energético do desequilíbrio em todas as camadas a manifestação física é a cura do paciente.
O tratamento é tradicionalmente efetuado ao impor-se as mãos. O Reikiano solicita ao paciente para deitar. Em seguida há a imposição das mãos do reikiano sobre o paciente. O reikiano atua como um canal para a energia Reiki, a energia flui da palma de suas mãos (chakra das mãos) para o corpo sutil e físico do paciente. Normalmente, o Reikiano aplica as posições do reiki que utilizam um esquema semelhante à posição dos meridianos e chakras da Acupuntura.
Alguns praticantes tocam no corpo, outros mantêm as mãos próximas (10 a 20 cm) do local a ser tratado. A energia reiki não possui barreira física: pode transpassar a barreira do tempo ( ser enviada ao passado, ao futuro ou no presente à distância- Técnicas ensinadas aos reikianos de maior graduação- e através de barreiras físicas: pode promover limpezas do ambiente. Ela é usada com muita eficácia nos animais de estimação posto que, as barreiras mentais à cura são menores que na maioria dos seres humanos.
Alguns pacientes relatam sentir várias sensações subjetivas e objetivas: calor, frio, pressão, sonolência, vibrações, etc. Os praticantes de Reiki atribuem estas sensações à energia Reiki chegando ao corpo e à aura de quem a recebe. É normal no início do tratamento o paciente sentir a reação de limpeza que consiste num agravamento do estado negativo do paciente, que cessa logo que o bloqueio seja totalmente retirado. Durante esse período- variável para cada paciente- é comum os sentimentos que estavam guardados como rancor, raiva, sonhos, medo, ou outros serem revividos- até afastamentos de amigos, namorados (as) ou pessoas perniciosas que prejudicavam a vida do paciente. Durante essa chamada desintoxicação energética é comum durante essa fase de alguns dias ou meses, a desistência de pacientes que não estejam preparados para liberar-se completamente dos problemas energéticos. Depois de passada essa fase, o paciente pode experimentar(dentro de suas permissões) livre dos bloqueios e o reiki é sentido como uma energia sublime do puro amor de Deus.
O reiki repara necessidades energéticas: desbloqueia nós dos canais energéticos, traz mais energia onde o fluxo era menor ou redistribui energia presa em algum local para o restante do corpo através do desbloqueio. Alguns pacientes nada sentem, outros relatam sentir muito pouca ou nenhuma alteração, mas é comum para a maioria a sensação de relaxamento ou sono.